Artigo

Por que implementar novas tecnologias em Saúde?

A digitalização do setor de saúde no Brasil e os motivos por detrás desta tendência.
Ilustração de cientista mulher segurando tubo e cientista mexendo no computador.

As mudanças tecnológicas na área da saúde surgem a todo momento. Todos os dias lemos notícias e pesquisas sobre novas ferramentas que resolvem problemas na área médica e da saúde: de novos tratamentos e equipamentos de diagnóstico à aplicativos e plataformas que otimizam os processos de consultórios, clínicas, hospitais e laboratórios.

Visando as inovações dentro desse setor, a empresa de tecnologia Ericsson publicou o relatório ConsumerLab “Do sistema de saúde para o homecare” que revela os insights dos consumidores em relação ao impacto do 5G no futuro do sistema de saúde.

O relatório indica que as redes da próxima geração serão cruciais na transformação do sistema de saúde ao fornecer uma transmissão eficiente em um ecossistema de feedbacks e alertas, mobilidade e baixa latência. As redes se tornarão um veículo para diversos aplicativos, incluindo o monitoramento remoto por meio de dispositivos vestíveis da área médica, interação virtual entre o médico e o paciente, além de outras inovações.

No Brasil, as receitas com a digitalização do setor de serviços de saúde alcançarão US$ 7,5 bilhões em 2026 e as principais áreas em termos de geração de receita são os aplicativos de pacientes e os aplicativos de hospitais, com 62% e 30% da receita, respectivamente. Os dados dos pacientes estão sendo cada vez mais centralizados, transformando hospitais em centros de dados.

Como é a aceitação das novas tecnologias pelos profissionais do setor?

Muitos profissionais da saúde ainda têm dúvida de como implantar essas novas ferramentas no seu dia a dia e se questionam no por quê de implementar essas novas tecnologias.

A implementação de inovações tecnológicas na área da saúde traz benefícios para três áreas fundamentais do consultório, clínica, hospital ou laboratório: o relacionamento com os pacientes, a qualidade dos serviços e a estratégia de negócio.

Além disso, os dois principais motivos para essa implementação são: o posicionamento de mercado e a substituição de ferramentas ultrapassadas. 

O primeiro motivo está relacionado a estratégia de negócio. Como está sua situação, como médico, frente à concorrência? Qual o seu posicionamento de mercado? Você deseja ser visto como um profissional inovador? Quer que sua clínica seja conhecida por sempre se atualizar e trazer novidades da sua área de atuação para os pacientes?

Já o segundo se refere a atualização tecnológica, que está ligada à necessidade de substituir tecnologias ultrapassadas que se tornam inviáveis, seja por incompatibilidade ou por custos com manutenção. Muitas vezes é mais interessante se desfazer de uma máquina velha do que fazer um conserto.

E é nesse contexto de trazer o novo para a área de saúde que encontra-se a TRIA! Com um sistema multiplataforma que funciona através de site e aplicativo, os profissionais de saúde modernizam a forma como se comunicam e acessam dados de seus pacientes, que conseguem agora centralizar todas as suas informações de saúde em um único lugar.

Através da TRIA, o usuário pode achar facilmente o profissional mais adequado para cuidar de sua saúde e ainda organizar todos seus exames e informações de histórico de saúde em seu celular.

Gostou? Confira nosso artigo anterior sobre HIPAA Compliance! Aproveite também para baixar o app e ver como é possível ter todos os seus dados seguros e centralizados!

Texto por: Maria Eduarda Lucena | Revisão: Annalídia de Moraes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *