Artigo

Já ouviu falar de Telemedicina?

Saiba mais sobre a tecnologia do momento!
Telemedicina em conceito abstrato. Formato de ilustração. Atendimento médico virtual, atendimento remoto, diagnóstico médico, pandemia do coronavírus, lockdown, metáfora de distanciamento social.

Em pesquisa realizada no formato de questionário, a equipe TRIA reuniu mais de 200 entrevistados, das mais diversas faixas etárias, que contribuíram para o melhor entendimento de nosso público. Dentre esses entrevistados, 48,4% não são familiarizados com o conceito de “Telemedicina”.

Esse conceito exemplifica a ideia de saúde acessível a qualquer hora e em qualquer lugar. A Telemedicina tornou possível o contato médico-paciente fora do consultório e com o máximo de segurança.

Junto a recursos inteligentes e tecnologia de ponta, ela é responsável pela melhora significativa nos processos dentro do meio da Saúde, reduzindo tempo de operação, custos e dispensando a necessidade de intervenções pessoais. Esta modalidade possibilita uma maior e mais rica troca entre pacientes e profissionais da saúde, tornando os tratamentos mais transparentes e ágeis.

A Telemedicina acaba por ser mais barata, acessível e prática, além de agregar vantagens tanto para os médicos quanto para os pacientes.

Um pouquinho de história

O surgimento da Telemedicina data de 1967, em um hospital em Massachusetts. A instituição promoveu uma linha de comunicação para prestar apoio médico aos especialistas que faziam atendimentos de emergência.

Essa ação registra a primeira atividade remota dentro do meio da Saúde, mas foi apenas recentemente que a Telemedicina, de fato, começou a se desenvolver. Isso tudo ocorreu graças ao impacto direto da Internet e da tecnologia no dia-a-dia das pessoas.

Hoje, este tipo de atendimento médico vem crescendo em todo o mundo, acompanhando a expansão das novas tecnologias. Grande parte de todos os hospitais e clínicas médicas dos Estados Unidos já contam com alguma plataforma deste tipo. 

As barreiras visíveis e invisíveis…

Os desafios dessa modalidade no Brasil e no mundo são, principalmente, a aceitação por parte dos pacientes e profissionais, além da questão da segurança digital.

Porém, a tecnologia tende a se tornar cada vez mais robusta e acessível e, com essa facilidade, os pacientes e médicos se sentirão mais confortáveis em aderir ao atendimento remoto. Já com relação a segurança digital, exemplos como a HIPAA ou Lei Geral de Proteção de Dados já são medidas claras para tentar cada vez mais proteger e armazenar de forma segura os dados dos pacientes dentro dos sistemas eletrônicos de saúde. 

Mas e a TRIA? Como ela se encaixa na Telemedicina?

Dentro desse contexto,  a TRIA surge como uma ferramenta inovadora que dá suporte à Telemedicina. Mas como?

A TRIA faz toda a distribuição e armazenamento gratuito de exames, pedidos e todos os seus dados médicos, seguindo estritamente às orientações da Lei Geral de Proteção de Dados.

Dentro da plataforma é possível gerenciar e compartilhar seu histórico de saúde com os médicos de sua escolha, sem precisar sair de casa, com toda a praticidade e segurança. Basta baixar o app, fazer seu login e começar agora a cuidar melhor de sua saúde!

Texto por: Maria Eduarda Lucena | Revisão: Annalídia de Moraes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *